Matérias

Vendas de etanol anidro pelas usinas de SP saltam quase 18% no spot e 23% por meio de contratos em 21/22, diz Cepea

22 de Setembro de 2021

Notícias

As vendas de etanol anidro no acumulado da safra 2021/22 (abril-março), até agosto, pelas usinas de São Paulo tiveram um salto de 17,9% ante a temporada anterior no mercado spot e de 23% na fixação de contratos, segundo o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea, da Esalq/USP).

O etanol anidro é utilizado na gasolina comum do Brasil em uma mistura estipulada de 27%.

Enquanto isso, as vendas de etanol hidratado, àquele que é vendido diretamente nas bombas dos postos do Brasil, estão 15,5% menores no período, considerando os dois mercados. “A menor competitividade do etanol hidratado em relação à gasolina C é um dos principais motivos para essa queda”, destacou o centro.

Há algumas semanas, segundo a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), a competitividade do etanol sobre a gasolina está acima dos 70% em todo o país, margem considerada viável economicamente no comparativo entre os dois combustíveis.

Acompanhando a safra brasileira menor de cana-de-açúcar e outros fatores, a menos de dois meses do fim da moagem da safra 2021/22, os preços do etanol anidro e hidratado continuam subindo no Centro-Sul do Brasil. Inclusive, com temores para a entressafra que será mais longa.

“Teoricamente, está se encerrando o período de grande volume de processamento (pico da safra), mas a safra 2021/22 certamente será mais curta do que nos anos anteriores. Espera-se que as condições climáticas e a consequente redução da oferta de etanol influenciem os resultados da safra atual”, pontua o Cepea.

 

Fonte: Notícias Agrícolas – 22/9

 

Veja também

Assine nossa newsletter