[Abertura de safra] Presidente da UNICA destaca potencial de crescimento do setor

O diretor presidente da UNICA, Evandro Gussi, participou da Abertura de Safra – Cana, Açúcar e Etanol, evento promovido pela Datagro, na manhã desta quarta-feira (13), em Ribeirão Preto, São Paulo.

Gussi foi moderador do primeiro painel do evento que abordou o tema: O papel do Etanol e dos Biocombustíveis para o desenvolvimento, Energia e Meio Ambiente. O assunto foi debatido com o vice-presidente executivo do Santander Brasil, Mario Roberto Opice Leão.

O diretor-presidente da UNICA destacou que o setor busca cada vez mais a eficiência, pois, garantindo a eficiência, o setor voltará a crescer. Para demonstrar esse potencial, Gussi ressaltou que, hoje, 50% das unidades produtoras tem capacidade de captar recursos, ou seja, fazer novos investimentos.

 “Cada vez que uma determinada unidade fecha as portas ou entra em recuperação ganha destaque na mídia, mas pouca gente fora do setor sabe que hoje mais de 50% as unidades produtoras de açúcar, etanol e bioeletricidade goza de um grande potencial de alavancagem. Elas têm todos os requisitos para captar recursos. E nosso papel é colaborar para a criação de um cenário de previsibilidade, para os investimentos e, também, do comportamento setorial”, afirmou.”

Gussi ressaltou ainda a importância do RenovaBio para a criação deste cenário mais previsível para o setor. “O Renovabio traz uma nova perspectiva, sobretudo no aspecto econômico. Queremos ser eficientes naquilo que produzimos e, garantindo essa eficiência, buscar recursos e buscar crescer mais.”

Sobre o RenovaBio e a regulamentação da comercialização dos CBios, o vice-presidente executivo do Santander Brasil, Mario Roberto Opice Leão, disse que a instituição financeira quer atuar em um papel de protagonismo. “O fato de progredir de forma rápida a regulamentação é fundamental para que os atores de cada ponta estejam interessados em participar. Queremos participar efetivamente com papel de pioneirismo e um papel de protagonismo.”

Mercado livre

O fortalecimento do mercado livre para o setor sucroenergético também foi destacado pelo diretor presidente da UNICA. Gussi ressaltou a participação da UNICA nos contenciosos contra China, Índia e Tailândia na Organização Mundial do Comércio (OMC) em razão das políticas de subsídios praticadas por esses países.

Unica – 13/03/2019

 

Relacionadas